top of page
  • Vinho Magazine

Millennials preferem vinho a cerveja e destilados, mostra pesquisa

Estudo entre usuários brasileiros do aplicativo de relacionamento Inner Circle revela tendência de valorização da qualidade e sofisticação nas escolhas de bebidas.


O Inner Circle, comunidade global de pessoas solteiras, realizou uma pesquisa exclusiva com seus usuários brasileiros para mapear as preferências em relação ao consumo de bebidas alcoólicas e a tendência das bebidas não alcoólicas. Para a pesquisa foram entrevistados cerca de 1.400 usuários com idades entre 20 e 45 anos, com o objetivo de compreender melhor o comportamento dos usuários em relação às escolhas de bebidas em encontros e eventos sociais, bem como os motivos que os levam a beber ou não.


A pesquisa contou com a participação de usuários de diversas regiões do Brasil, com uma concentração significativa de entrevistados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte, e onde mais de 60% dos respondentes eram da geração Y, os chamados millenials, sendo a maior parte com idade de 30-35 anos.


Preferência nacional, a cerveja não foi o favorito dos usuários e os resultados surpreenderam: o vinho é a bebida alcoólica apontada com 50% dos participantes, consolidando-se como o drink de escolha entre os usuários do Inner Circle. Esta escolha é particularmente notável, visto que o consumo de vinho superou o da cerveja, contrariando a expectativa de que o público brasileiro consumiria mais cerveja. Em contrapartida, a cerveja ocupou o segundo lugar, sendo escolhida por 35% dos entrevistados. Os destilados, por sua vez, foram a opção de 15% dos usuários, ocupando a terceira posição na lista de preferências.


Além disso, o levantamento apontou que os principais fatores que influenciam as decisões dos usuários em consumir álcool são o relaxamento e a descompressão, eventos sociais, sabor e preferência pessoal.


Esses mesmos fatores também desempenham um papel importante na decisão de ter um "date". No entanto, quando se trata de sair em encontros, os usuários do Inner Circle também consideram interesses em comum e a compatibilidade de personalidade. É interessante notar como o consumo de álcool muitas vezes se entrelaça com a busca por conexões sociais e relacionamentos significativos, servindo como um facilitador em encontros sociais, já que mais de 17% dos respondentes gostam de beber para ajudar o papo fluir.


A pesquisa realizada pelo Inner Circle não apenas evidencia uma mudança nas preferências dos consumidores de bebidas alcoólicas, mas também indica uma tendência crescente de valorização da qualidade e sofisticação nas escolhas dos usuários. Esses dados são indicativos das tendências atuais de consumo e podem ser de grande relevância para a indústria de bebidas alcoólicas.


Bebidas Não Alcoólicas

Uma tendência vista na pesquisa é de que mais de 59% dos participantes apontaram já ter trocado a bebida alcóolica por uma não alcoólica ocasionalmente (31%) ou frequentemente (28%), sendo o energético o favorito com 48% dos respondentes, seguido por soda italiana (41%) e cerveja sem álcool (32%). Os principais motivos pela troca são: segurança (32%), para preservar a saúde e o bem estar (28%) e para evitar resseca (13%).

Comentarios


bottom of page