top of page
  • Vinho Magazine

Indicação de procedência

Vale do São Francisco conquista sua pioneira IP


Vinhedo da Rio Sol, com a caatinga ao fundo
Vinhedo da Rio Sol, com a caatinga ao fundo

Até 1960, a região do vale do São Francisco era considerada improdutiva. A irrigação permitiu que as terras de caatinga se tornassem áreas verdes ao longo das margens de beira-rio. Assim, intimamente ligadas ao rio São Francisco, as videiras lá cultivadas desfrutam de uma região com características únicas no mundo.


Os atributos físicos do meio geográfi co, associados à latitude e ao clima tropical semi-árido, ao longo do tempo foram associados a sistemas de produção vitícola particulares. As videiras da região possibilitam colheitas sucessivas ao longo do ano, e tais colheitas múltiplas resultam em vinhos originais. A viticultura comercial para vinhos, que evoluiu para a constituição de um território do vinho, começou nas décadas de 1970 e 1980, com base em variedades viníferas e em projetos que envolveram enólogos e investimentos externos à região.


A comercialização dos vinhos tropicais começou na década de 1980. Atualmente, a área delimitada pela IP Vale do São Francisco destina-se à produção de videiras para elaboração de vinhos fi nos no Nordeste. A maioria dos produtores elabora os vinhos em vinícolas próprias.


RECONHECIMENTO GLOBAL

Além do comércio dos vinhos produzidos, as vinícolas do Vale do São Francisco ampliaram sua participação em feiras e eventos de vinhos, como a São Paulo International Wine Trade Fair, com degustação e distribuição de folheteria. O aumento da produção e a evolução da produção de vinhos de qualidade e espumantes levaram à conquista de diferentes mercados no Brasil e, ainda, de outros importantes mercados internacionais. Diversos tem sido os prêmios conquistados em concursos nacionais e internacionais nos últimos anos. Os vinhos da região tem sido muito bem representados no Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil.


A documentação juntada ao processo demonstrou que especialistas em vinhos e formadores de opinião qualifi - cados encontram-se gerando notícias e informações, veiculadas em diferentes mídias. O Vale do São Francisco e seus vinhos têm sido reportados, incluindo o enoturismo. Soma-se a isso trabalhos acadêmicos publicados, trazidos ao processo para demonstrar uma quantidade considerável de pesquisas e estudos desenvolvidos há pelo menos quinze anos no segmento vitivinícola e voltados ao território da IP. Diante de todo o exposto, não restam dúvidas de que o Vale do São Francisco se tornou conhecido como centro de produção de vinhos.


A sua latitude no paralelo 8, é case de sucesso no mundo, não se tem conhecimento de uma região vinícola de alta qualidade tão próxima do Equador. A Rio Sol, uma das principais empresas ali instaladas, atende o mercado nacional e internacional. Para o enólogo e diretor técnico da empresa, Ricardo Henriques, a indicação de procedência “é uma validação e culminar da qualidade dos vinhos da região como um todo e sua respectiva tipicidade”.

Comments


bottom of page