top of page
  • Vinho Magazine

Aprovale celebra 29 anos na promoção do desenvolvimento sustentável do Vale dos Vinhedos

Entidade foi criada no dia 21 de fevereiro de 1995, estabelecendo normas técnicas a produtos e preservação de paisagem e tradições


Aprovale completa 29 anos de atuação. Crédito: Naiára Martini
Aprovale completa 29 anos de atuação. Crédito: Naiára Martini

Atuante para fazer do Vale dos Vinhedos um lugar de vinhos únicos e de crescimento sustentável, a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) chega aos 29 anos colecionando conquistas para fortalecer o lugar como o principal destino enoturístico do país.

Desde 21 de fevereiro de 1995, a Aprovale cumpre o objetivo de elevar o vinho do Vale dos Vinhedos a um novo patamar. Um trabalho que fez o Vale ser a primeira região do país oficialmente reconhecida com a Indicação Geográfica, em 2002, e igualmente pioneira na obtenção da Denominação de Origem (DO) para seus vinhos e espumantes, dez anos depois. "É um caminho que impôs grandes desafios e que, por conta da abnegação de muitos produtores que passaram por aqui, somos exitosos na nossa proposta de buscar a excelência em tudo o que fazemos, dos nossos produtos aos nossos serviços, sempre protegendo nossa identidade e nossa paisagem, grandes marcas de nossa gente", diz o presidente da Aprovale, Ronaldo Zorzi.

A DO trouxe visibilidade internacional ao vinho brasileiro, notadamente oriundo do Vale. Os produtos são reconhecidos pela União Europeia, demonstrando prestígio aos rótulos e aumentando sua competitividade. Assim, a promoção da DO, bem como do Vale como destino de enoturismo, está entre as principais formas de a Aprovale sustentar seus objetivos como entidade. Proteção à IG, amparo à pesquisa, gestão da DO, com recepção de grupos técnicos, palestras e workshops, além do envolvimento comunitário são alguns dos meios para isso.

A Aprovale também está diretamente envolvida na preservação do Vale como patrimônio histórico e cultural do Rio Grande do Sul. Exemplo disso é sua atuação no desenvolvimento do Plano de Gestão Unificado Vale dos Vinhedos, envolvendo os três municípios com porções de terra na área delimitada do Vale – Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Essa demonstração também se ampara, entre outras ações, no apoio técnico e jurídico para avaliação de projetos, acompanhamento no Ministério Público, audiências públicas e pareceres técnicos.

Ações como essas têm, ano a ano, estruturado o Vale para que ele seja um indutor do desenvolvimento sustentável a partir de seu enoturismo. "O Vale dos Vinhedos só é reconhecido hoje como o melhor destino enogastronômico do Brasil e pela excelência de seus produtos porque a Aprovale realizou desde o início de sua existência, com seis associados visionários, um trabalho sólido, constante, intenso e de excelência no desenvolvimento de altos padrões enológicos, na divulgação do vinho brasileiro, na prospecção do destino e na pessoa dos mais diversos presidentes na solidificação da marca, dos produtos e do destino no imaginário de todos", diz Elaine Michelon, do Hotel Villa Michelon, associada há mais de 20 anos à Aprovale.

Participar de modo atuante em diversos conselhos regionais é outro meio para a Aprovale buscar o propósito para preservar o patrimônio e promover o enoturismo. A entidade tem assento em sete conselhos, entre eles o Corede Serra e o Distrital do Vale dos Vinhedos. Em outra frente de atuação, esteve em mais de 200 reuniões, nos últimos dois anos e meio realizadas com poderes públicos, entidades, empresários e outros para apresentar e solucionar demandas de empreendedores e comunidade do Vale dos Vinhedos. "Somos uma associação, portanto, precisamos estar integrados a outras, aumentando a cooperação e nossas relações institucionais com todos agentes, sejam eles públicos ou privados, e com a comunidade, o trade e os visitantes", pontua Zorzi.

Trabalhando em conjunto e articulando avanços, a Aprovale também atua fortemente para fortalecer a entidade. Como ações recentes nesse sentido, foi ativa para a criação da Frente Parlamentar de Enoturismo RS e formalizou acordo com a Secretaria Estadual de Turismo (Setur RS) para parceria no calendário de feiras e eventos. O turismo de experiência ganha novo fôlego com a retomada do 'Despertar no Vale', que tem sua terceira edição agendada para 06 de abril.

Projetos fortalecem integração e gestão

Com essa postura, a Aprovale conquista dividendos para o Vale. No ano passado, inaugurou um totem no acesso ao roteiro, que ganhou um novo atrativo turístico. Tantas ações geram reconhecimento. Em 2023, entre as deferências recebidas, o Vale dos Vinhedos foi eleito o "Destaque Paisagem Vitícola" pela seccional gaúcha da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS) e o Melhor Roteiro Gastronômico Fora das Capitais pela Revista Prazeres da Mesa. Para os associados, o trabalho da entidade ajuda a balizar e a sustentar os empreendimentos. "A Aprovale é de extrema importância para nós, associados. Ela permite que, mesmo pequenas empresas, possam ter mais destaque dentro do setor, ter seus empreendimentos divulgados em sites e em mapas turísticos, além de ter uma equipe qualificada que nos ajuda e orienta para o que precisarmos", opina Patrícia Salini, associada pela Salini Turismo e Vinhedos Pharma.

Trabalhando dessa forma, a Aprovale mira seus objetivos, preparando uma entidade cada vez mais sólida e atuante, fortalecendo o associativismo e as relações institucionais com os diversos atores sociais. "O associativismo é um dos instrumentos mais intensos e proveitosos no desenvolvimento de um setor, destino ou produto. Ao escolhermos o coração do Vale dos Vinhedos para nos instalarmos há mais de duas décadas, uma das primeiras ações foi a de nos associarmos à Aprovale e ceder a ela o registro da marca Vale dos Vinhedos, para que por ela fosse gerida e desenvolvida. Acredito que uma entidade sólida, forte e estruturada é fundamental para o desenvolvimento do setor, e no caso da Aprovale, de todo um destino. Afinal, um destino enológico somente se perpetua pela soma e incremento de gastronomia de excelente padrão, da hotelaria variada, de serviços diversos e do comércio, sempre respeitando a paisagem, a cultura e a história de nossos colonos", destaca Elaine.

É com propostas assim que a entidade pretende consolidar ainda mais o Vale no mercado, com os associados cada vez mais ativos nos projetos da organização. Alguns deles colocam, justamente, os associados como protagonistas, especialmente do setor vinícola. A Aprovale prepara o "Vinho 10 Lotes", envolvendo 10 vinícolas cujos produtos serão identificados por um rótulo em comum, a fim de promover a DO. Também em andamento a promoção dos conceitos da IG para 500 profissionais da região, em parceria com o Sebrae, a fim de qualificar o atendimento. A tecnologia também será parceria no desenvolvimento de outras propostas, ambas com apoio do Sebrae também. Um é gerar um sistema virtual, em fase de criação, para gerir o processo de reconhecimento de DO. A Aprovale também quer desenvolver um projeto-piloto de blockchain, em fase inicial de elaboração, para armazenar informações do setor vinícola.

Outra ação pensada é o lançamento de um livro para demarcar os 30 anos da entidade, a serem comemorados em 2025. "Tive o privilégio de acompanhar a consolidação do Vale dos Vinhedos em sua relação território versus produto, e sou testemunha do papel fundamental da Aprovale, indo muito além da organização dos interesses dos associados, mas agindo na formação de uma cultura, um conceito de coletivo que construiu a DO, a primeira do Brasil e hoje referência para os novos territórios que surgem com diferentes produtos. Sabemos que foi um árduo trabalho chegar até aqui, mas também temos muito claro que depende da nossa correta articulação, enquanto instituição, a preservação do muito que se conquistou. Cada associado conta, e somos tão fortes como cada um de nossos elos", diz Vanja Hertcert, da Pousada Borghetto Sant'Anna.

Reconhecimento de quem vive o dia a dia

Quem está inserido no dia a dia do Vale dos Vinhedos percebe a relevância das conquistas capitaneadas pela entidade. "A D.O. só existe pela existência da Associação. É a Aprovale responsável pela gestão e tem capacidade jurídica para representar os produtores. O trabalho da Aprovale então é cuidar da Denominação de Origem, seja frente a usurpadores, como nos casos das ações judiciais em trâmite na comarca de Bento Gonçalves, seja frente aos seus próprios usuários evitando o uso incorreto da denominação", explica Roner Fabris advogado, associado, enófilo e admirador do trabalho vitivinícola. "A Aprovale se ocupa de tudo aquilo que os produtores ou os associados não-produtores não se preocupam, a fim de manter o conjunto forte, harmônico e belo, trazendo turistas, amigos do vinho, e exportando o "terroir" aos outros recantos do mundo", destaca.

Para o Vale dos Vinhedos, na condição de primeira e mais importante denominação de origem dos vinhos do Brasil, ter um suporte da Aprovale é fundamental para promover e proteger a identidade do vinho brasileiro, da região e também das famílias e produtores, na opinião de Lucas Foppa, da Tenuta Foppa & Ambrosi, empresa associada a Aprovale. "É um trabalho de continuidade, que tem como desafio seguir engajando os consumidores e visitantes, com atividades de promoção e capacitação dos associados, para que nossos diferenciais e atrações estejam alinhadas às tendências modernas de comunicação e novos comportamentos de consumo. Para isso também é importante formar lideranças, estimular e dar espaço às novas ideias e novas visões, além de seguir investindo e buscando fontes alternativas de receita, além de parcerias público-privadas", destaca.

Comments


bottom of page