inicio inicio canal VM reinício Feira Expositor Visitante Congresso Local Contato Facewbook Instagram espanhol inglês imagens 2018
OBJETIVOS

O Cicavi, Congresso Internacional da Cachaça e do Vinho, é um evento de caráter cultural que ocorre em paralelo às feiras São Paulo International Wine Trade Fair e Cachaça Trade Fair. Tem como objetivo disseminar e fomentar o conhecimento tecnológico, agronômico, dos aspectos produtivos e de comercialização entre os componentes da cadeia do vinho e da cachaça.

As inscrições online vão até 16/9. Após essa data, somente no local, por cartão crédito.

COORDENADOR

Eduardo Viotti

APRESENTAÇÃO
  • O Cicavi tem por premissa o fomento e a transferência das inovações tecnológicas voltadas às cadeias de produção e comercialização do vinho e da cachaça, de forma a promover a competitividade dessas bebidas no mercado e proporcionar maior sustentabilidade aos agentes envolvidos.
  • Ao favorecer o intercâmbio técnico-científico e a interação entre pesquisadores, produtores e profissionais inseridos nas cadeias de produção da cachaça e do vinho, o Cicavi promoverá a troca de experiências e de conhecimentos.
  • Assim, o público do Cicavi é bastante amplo: produtores agropecuários, produtores de cachaça e vinicultores, produtores de insumos, pesquisadores, gestores públicos, técnicos de laboratórios, sommeliers, enólogos, profissionais ligados ao turismo e aos diversos canais de comercialização de vinho e cachaça.


  • O CICAVI ESTÁ ORGANIZADO EM DOIS EIXOS TEMÁTICOS:

    I. Novas Tecnologias de Produção e Agregação de Valor
  • Ecofisiologia
  • Melhoramento e seleção de cultivares,
  • Propagação de plantas e caracterização de material
  • Tecnologias de processamento
  • Seleção, embalagem e conservação
  • Tecnologias pós-colheita
  • II. Estratégias de Desenvolvimento, Comercialização e Turismo
  • Logística de transporte, distribuição e comercialização
  • Políticas de desenvolvimento setorial: desafios e perspectivas
  • Governança territorial e Indicação geográfica
  • Turismo como estratégia de desenvolvimento setorial e territorial
  • Desafios e tendências de Mercado


  • Programação

    1º Dia
    17/set
    15h00 - 16h30 Cerimônias de Abertura
    15h30 - 16h30 Palestra com Gustavo Junqueira, Secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
    18h00 - 20h00 Mesa redonda: Substituição Tributária e o Acordo do Mercosul. Mediador: Eduardo Viotti, Market Press. Debatedores: Camila Silva Leão d’Araújo Olsen, chefe da Divisão de Promoção do Agronegócio II Ministério das Relações Exteriores; Carlos Lima, diretor executivo do IBRAC Instituto Brasileiro da Cachaça; Carlos Paviani, diretor executivo do IBRAVIN Instituto Brasileiro do Vinho; Fausto Longo, deputado italiano e presidente da SPVINHO; Rogério D’Ávila, presidente da Ravin Importadora; Cláudio Goes, presidente da Vinícola Góes e prefeito de São Roque, Claudio Góes; Eduardo Russo, jornalista.
    TEMA 1: NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO E AGREGAÇÃO DE VALOR
    2º Dia
    18/set
    10h00 - 11h00 Recepção e credenciamento
    11h00 - 12h00 Sala CACHAÇA: Qualidade de matéria-prima e fermentação - Márcia Mutton, UNESP, Jaboticabal
    Sala VINHO: Variedades de cepas resistentes - Marco Stefannini, Fundação San Michelle, Itália
    12h00 - 14h00 Almoço
    14h00 - 15h00 Sala CACHAÇA: Destilação - André Alcarde, ESALQ/USP
    Sala VINHO: Qualidade de mudas - Laurent Audeguin, ENTAV International, França
    15h00 - 16h00 Sala CACHAÇA: Análise sensorial - Helena Bolini, UNICAMP
    Sala VINHO: Demanda varietal por região - Edgar Sinigaglia (Viveiro Sinigaglia)
    16h00 - 17h00 Apresentação de pôsteres
    18h00 - 19h00 Debate: A história da Caipirinha
    TEMA 2: ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO, COMERCIALIZAÇÃO E TURISMO
    3º Dia
    19/set
    10h30 - 12h00 Sala CACHAÇA: Inovação e mercado: barris e envelhecimento - Aline Bortoletto, ESALQ/USP
    Sala VINHO: Instituto dos Vinhos Douro e Porto, pesquisa, marketing - Alfredo Silva, IVDP, Portugal
    12h00 - 14h00 Almoço
    14h00 - 15h00 Sala CACHAÇA: Números de mercado - Carlos Lima, IBRAC Instituto Brasileiro da Cachaça
    Sala VINHO: Estratégia de mercado: Chile- Rodrigo Lanari, consultor da Wines of Chile Brasil
    15h00 - 16h00 Apresentação de pôsteres


    ENVIO DE TRABALHOS - POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE PÔSTERES

    O Cicavi terá a honra de acolher alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais nos temas vitivinicultura e elaboração de destilados, com foco na cachaça.

  • O comitê científico do evento receberá os trabalhos em formato de pôsteres entre 15 de julho e 16 de agosto.
  • Os reultados serão divulgados em 31 de agosto.
  • Para conhecer detalhes do envio de pôsteres clique o botão de Inscrições abaixo.


  • As inscrições online vão até 16/9. Após essa data, somente no local, por cartão crédito.


    TAXA DE INSCRIÇÃO

    Confira valores, descontos e condições na tela do link INSCRIÇÕES acima.




    COMITÊ CIENTÍFICO

    VINHO

  • Adriana Verdi (APTA)
  • Fabio Lenk (IF/São Roque)
  • José Luiz Hernandes (IAC/APTA)
  • Juliana Sanches (IAC/APTA)
  • Mara Fernandes Moura (IAC/APTA)
  • Marcel Sposito (Esalq/USP)
  • Marcia Ortiz (iac/apta)
  • Marco Antônio Tecchio (Unesp/Botucatu)
  • Mário José Pedro Júnior (IAC/APTA)
  • Antônio Odair Santos (IAC/APTA)
  • Reginaldo Teodoro de Souza (Embrapa, Jales)
  • CACHAÇA

  • Alessandro Dal’Col Lúcio (UFSM)
  • Aline Bortoletto (Esalq/USP)
  • Andre Ricardo Alcarde (Esalq/USP)
  • Celina Henrique Fortes (APTA)
  • Elisangela Marques Jeronimo (APTA)
  • Helena Maria André Bolini (Unicamp)
  • João Bosco Faria (Unesp/Araraquara)
  • Juliana Cristina Sudário Cruz (APTA)
  • Márcia Justino Rossini Mutton (Unesp/Jaboticabal)
  • Maria das Graças Cardoso (UFL)
  • Patrícia Prati (APTA)
  • Raquel Nakazato Pinotti (APTA)
  • Samira Domingues Carlin Cavallari (IAC/APTA)

  • Conheça a Equipe do Cicavi Congresso Internacional da Cachaça e do Vinho

    Eduardo Viotti- Coordenador
    Jornalista especializado em vinhos, destilados e motos, sommelier e palestrante. Editor das revistas Vinho Magazine, Moto Premium e Spirits Magazine. Autor de várias obras e matérias sobre as suas especialidades, como a Coleção Folha: O Mundo dos Vinhos (Folha de São Paulo). Jurado e Presidente de Equipes em vários concursos internacionais de vinhos e destilados.

    Gustavo Junqueira
    Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, ex-presidente da SRB Sociedade Rural Brasileira, sócio-diretor da Brasilpar Investimentos, produtor de cana-de-açúcar, soja e pecuária, Conselheiro da Rumo Logística, Construtora Eztec e Moinho Paulista. Administrador de Empresas pela FAAP Fundação Armando Álvares Penteado e pós-graduado pela Universidade Estadual do Arizona, atuou em fusões, aquisições e captação de recursos para empresas e na aproximação entre a SRB, a ApexBrasil- Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos e o Ministério da Agricultura e Meio Ambiente, que resultou em acordos técnicos do Brasil com vários países. Reconhecido líder de grande influência no agro paulista.

    Leonardo Sgargeta Ustulin
    Mestre pela Escola de Economia de São Paulo - FGV, MPAgro. Engenheiro Agrônomo. Atualmente, na superintendência do Senar-SP desempenha a função de Engenheiro Agrônomo Assessor Técnico Administrativo e Gestor do projeto de comunicação Família Nação Agro em conjunto com o Canal Rural. Integrou a equipe do Departamento Econômico da FAESP de maio de 2014 a agosto de 2017.

    José Luiz Hernandes
    Pesquisador Científico, IAC/ Centro de Frutas/APTA/SAA-SP. Biólogo, graduado em Ciências Biológicas e Mestre em Agricultura Tropical e Subtropical. Realizou o Curso Superior de Especialização em Viticultura e Enologia em Climas Quentes na Espanha. Tem experiência na área de Fitotecnia, com ênfase em Vitivinicultura, atuando principalmente nos temas: microclima, fitossanidade, propagação, sistemas de condução, cultivo protegido, variedades de videira para mesa e indústria e vinificação.

    Adriana Verdi
    Bacharel e Licenciada, Mestre e Doutora em Geografia. Estagiária do Institut de Géographie da Université Panthéon-Sorbonne - PARIS I, na França. Pesquisadora Científica do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA/SAA-SP) nos temas: desenvolvimento territorial, indicação geográfica, câmaras setoriais, governança, vitivinicultura e enoturismo. Membro do Instituto SPVINHO.

    Elisângela Marques Jerônimo Torres
    Engenheira Agrônoma, Doutora em Tecnologia de Alimentos/UNICAMP, com ênfase em fermentação alcoólica para produção de cachaça. Desde 2005é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), na área de Agregação de Valor e Tecnologia de Alimentos. Linhas de pesquisa: agroindústria da cana-de-açúcar (cachaça, açúcar mascavo, rapadura e melado) e pós-colheita e processamento de frutas (licores e geleias).

    Celina Maria Henrique
    Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutora/UNESP com ênfase em Horticultura (pós-colheita). Desde 2005 é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) na área de Agregação de Valor e Engenharia de Alimentos. Linhas de pesquisa: pós-colheita de hortícolas, microbiologia e agroindústria da cana-de-açúcar (cachaça de alambique, açúcar mascavo e rapadura).

    Patrícia Prati
    Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutora em Tecnologia de Alimentos. Desde 2005 é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) na área de Agregação de Valor e Engenharia de Alimentos. Linhas de pesquisa: desenvolvimento de novos produtos, análise sensorial, pós-colheita, processamento e conservação de frutas e hortaliças.

    Mara Fernandes Moura
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia, área de concentração Genética e Melhoramento de Plantas. Atualmente é pesquisador científico do IAC/APTA/SAA-SP, sendo coordenadora do programa de melhoramento genético de videira. Atua nos seguintes temas: Vitis sp., porta-enxerto, uvas para vinho, conservação e utilização de recursos genéticos. Também está como diretora técnica de divisão do Centro APTA de Frutas e é membro do Núcleo de Inovação Tecnológica do IAC. É presidente da comissão técnica de fruticultura da Secretaria de Agricultura e Abastecimento -SP. É docente do curso de pós-graduação do IAC.

    Raquel Nakazato Pinotti
    Economista, Mestre e Doutora em Gestão Agroindustrial na Engenharia de Produção. Desde 2005 é Pesquisadora Científica APTA/SAA-SP, na área de Economia e Desenvolvimento Regional. Linha de pesquisa: cachaça, fruticultura, seringueira, Políticas Públicas, Comercialização e Estrutura de Governança.

    Alessandro Dal´Col Lúcio
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia e pós-doutorado no Instituto Politécnico de Bragança [Portugal]. É professor titular do Depto de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. Atualmente é associado e ocupa o cargo de Conselheiro da Região Brasileira da Sociedade Internacional de Biometria - RBRAS, é membro da The International Biometric Society, da Associação Brasileira de Horticultura - ABH e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. Atuação: na área de Probabilidade e Estatística, Experimentação Agrícola, planejamento de experimentos, precisão experimental, ambiente protegido, amostragem e variabilidade.

    Aline Bortoletto
    Graduação, mestrado e Doutorado em Ciências dos Alimentos, com especialização em compostos de aromas, envelhecimento de bebidas alcoólicas, análise sensorial e psicologia cognitiva na França. Formação complementar em técnicas cromatográficas de análise (HPLC, GC e GC-MS) pelo Instituto Internacional de Cromatografia (IIC). Atualmente é Pós-doutoranda do Laboratório de Tecnologia e Qualidade de Bebidas (ESALQ-USP) e desenvolve pesquisas nos principais temas: Garantia e Controle da Qualidade na Produção Bebidas, Qualidade Química e Sensorial da Aguardente, Desenvolvimento de Técnicas de Envelhecimento, Análise e Identificação de Compostos de Flavor em Bebidas por GC-MS (Fingerprint).

    André Ricardo Alcarde
    Graduação em Engenharia Agronômica, mestrado em ciência e tecnologia de alimentos, doutorado em energia nuclear na agricultura, Pós-Doutorado pelo Institut National de La Recherche Agronomique - INRA Montpellier e Livre-Docência em Tecnologia Sucroalcooleira pela USP. Atualmente é Prof. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/USP no Setor de Açúcar e Álcool, atuando na área de tecnologia da produção de açúcar e de etanol e, das fermentações alcoólicas para a produção de bebidas fermentadas e destiladas.

    Helena Maria André Bolini
    Graduação em Farmácia, mestrado em Alimentos e Nutrição, doutorado em Engenharia de Alimentos, pós-doutorado no País. Atualmente é Professor Titular da UNICAMP/ Campinas. Membro do Comitê E18 on Sensory Evaluation da American Societyof Testingand Materials (ASTM) International para análise e revisão de métodos e protocolos oficiais em Análise Sensorial de Alimentos e Bebidas. Membro representante da Amérida Latina no Committee to Global Outreach of Society of Sensory Professionals. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência Sensorial e Estudos de Consumidor, atuando principalmente nos seguintes temas: Sensometria, Análise Descritiva Quantitativa, Psicofísica, Edulcorantes, Estudos de Preferências do Consumidor, Análise Tempo-Intensidade Múltipla.

    João Bosco Faria
    Professor Titular do Departamento de Alimentos e Nutrição da UNESP. Mestrado e Doutorado em Ciência dos Alimentos. Eestágio de Pós-Doutoramento na Universidade de Zaragoza - Espanha e apresentou sua tese de Livre-Docência em Análise de Alimentos (FCF-UNESP). Tem atuado na área de Pesquisa e Extensão relacionadas com a Produção e Controle de Qualidade da Cachaça e atualmente coordena o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Qualidade da Cachaça, espaço de divulgação científica, treinamento e qualificação dos produtores do setor, com vistas à melhoria da qualidade e à exportação dessa bebida.

    Juliana Cristina Sodário Cruz
    Graduação em Engenharia Agronômica, Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado em Proteção de Plantas. Pesquisadora científica da APTA/SAA-SP, com experiência na área de Fitotecnia e Fitopatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Fungos fitopatogênicos biotróficos, manejo de culturas, solarização e microbiologia de solos, nas culturas da olericultura, fruticultura, macadâmia e cana-de-açúcar.

    Márcia Justino Rossini Mutton
    Graduação, mestrado, doutorado em Agronomia. Professora no Depto de Tecnologia da UNESP/Jaboticabal, nas disciplinas de tecnologia do açúcar e do álcool, biotecnologia das fermentações, controles analíticos de destilarias e usinas de açúcar, produção de aguardente de qualidade, bases para o estudo de leveduras e os processos fermentativos tanto na graduação como na pós-graduação. Tem experiência na área de Agronomia e Microbiologia Aplicada (matéria-prima de qualidade para o setor sucroalcooleiro e aguardenteiro, microbiologia das fermentações, produção de biomoléculas de interesse). Atua junto ao setor produtivo da cana-de-açúcar, produção de açúcar e álcool; isolamento e utilização de leveduras; processos fermentativos; produção de aguardente de qualidade

    Maria das Graças Cardoso
    Graduação em Ciências Biológicas, mestrado em Bioquímica e Imunologia, doutorado em Química, e pós-doutorado pela Universidade de Lisboa - Portugal. Atualmente é Chefe do Departamento de Química e Professora Titular da Universidade Federal de Lavras. Possui experiência na área de Química Orgânica, com ênfase em Química de Produtos Naturais e Qualidade de Aguardente, atuando principalmente nas seguintes áreas: Óleos essenciais (extração, caracterização e aplicações biológicas em micro-organismos, insetos e parasitas); Análises e Melhoria da Qualidade de Aguardente/Cachaça.

    Samira Domingues Carlin Cavallari
    Graduação em Agronomia, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado em Agronomia. Atualmente é Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, Centro de Cana - Ribeirão Preto/SP. Tem experiência na área de Fisiologia Vegetal, com ênfase em Fisiologia dos Estresses, atuando principalmente nos seguintes temas: cana-de-açúcar, mecanismos fisiológicos, estresse hídrico, estresse ácido, solutos compatíveis, ajuste osmótico, qualidade da matéria-prima.

    Fábio Laner Lenk
    Graduação no Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica - CEFET. Mestre e doutor em Agronomia. Atuação na área de tecnologia em processamento de produtos derivados da uva. Experiência como instrutor nas áreas de Viticultura, Enologia e Gastronomia. Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus São Roque.

    Juliana Sanches
    Graduação em Agronomia, mestrado em Engenharia Agrícola e doutorado em Agronomia. Pesquisadora científica do IAC/APTA/SAA-SP. Tem experiência na área de tecnologia pós-colheita, com ênfase em frutas e hortaliças, atuando principalmente nos seguintes temas: qualidade pós-colheita, desenvolvimento de metodologias de análises não destrutivas e danos mecânicos ao longo da cadeia.

    Marcel Bellato Spósito
    Graduação em agronomia; master em citricultura pela Universidade Politécnica de Valência (Espanha); mestrado e doutorado na agronomia. É professor associado da USP-ESALQ, no Depto. de Produção Vegetal, na área de fruticultura, com ênfase em viticultura e orienta na pós-graduação nos programas de fitotecnia, fisiologia e bioquímica de plantas e fitopatologia, com ênfase no manejo de culturas de clima temperado e controle de doenças.

    Márcia Ortiz Mayo Marques
    Graduação, mestrado e doutorado em Química. Pós-Doutorado nas áreas de síntese orgânica e extração supercrítica. Atualmente é pesquisador científico do IAC/APTA/SAA-SP e credenciado nos programas de Pós-Graduação, área de concentração Produção Vegetal- Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas e Ciências Biológicas (Botânica) do Instituto de Biociências, da UNESP- Botucatu. Tem experiência na área de Química de Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: composição química, óleo essencial, extração supercrítica e caracterização da diversidade genética de plantas nativas.

    Marco Antonio Tecchio
    Graduação, Mestrado e Doutorado em Agronomia. Atualmente é Professor Assistente Doutor na área de Fruticultura no Departamento de Horticultura da FCA/UNESP. No período de 01/2005 a 01/2013 trabalhou como Pesquisador Científico no Centro de Frutas do Instituto Agronômico de Campinas. Tem experiência na área de Fruticultura, com ênfase em manejo e tratos culturais em fruteiras, atuando principalmente nos seguintes temas: vitis, videira, uva, adubação, nutrição, reguladores vegetais, poda, porta-enxertos e sistemas de condução.

    Mário José Pedro Júnior
    Graduado em Engenharia Agronômica, Mestre em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade de São Paulo e PhD (Doutor) em Agrometeorologia pela University of Guelph. Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, revisor de cinco revistas especializadas. Tem experiência na área de Agrometeorologia, atuando na área de viticultura, nos seguintes temas: cultivo protegido, sistema de condução, microclima e zoneamento climático.

    Antonio Odair Santos
    Graduação, Mestrado e Doutorado em Engenharia Agronômica; Pós-Doutorado pela California State University-Fresno (USA) [Viticulture and Enology Research Center]. Atualmente é Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, atuando principalmente nos seguintes temas: agrometeorologia da videira, manejo da videira e qualidade de uva/vinho, mecanização do manejo da videira.

    Reginaldo Teodoro de Souza
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia. Desde 2004 é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Lotado na Embrapa Uva e Vinho Estação de Experimental de viticultura tropical em Jales- SP. Desenvolvendo trabalhos na área de fitotecnia voltados para uvas de mesa e processamento.

    Carlos Lima
    Administrador de empresas, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), ativo na política industrial, associativa e de relações governamentais do setor de bebidas, palestrante, divulgador da cachaça e jurado em eventos de porte mundial sobre cachaça.

    Alfredo Silva
    Licencido em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, dedica a sua carreira aos Vinhos do Porto e do Douro e ao Instituto do Vinho do Porto (IVP), atuando na gestão das Medidas de Intervenção no Mercado. Foi Chefe dos Serviços de Fiscalização da CIRDD Comissão Interprofissional da Região Demarcada do Douro. Na fusão do IVP e a CIRDD no atual IVDP Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, passou a acumular a Direção dos Serviços Técnicos do Douro. Em 2013, assumiu a Direção dos Serviços de Fiscalização e Controle. Perito da CNOIV Comissão Nacional da Organização Internacional da Vinha e do Vinho.

    Rodrigo Lanari
    Bacharelado em Administração de Empresas pela EAESP Fundação Getulio Vargas São Paulo. Fascinado pelos negócios do vinho e correlatos, atua há mais de 10 anos na gestão de marcas estrangeiras no Brasil, importadas por empresas líderes em seus segmentos. Primeiro brasileiro a obter o Wine MBA pela Bordeaux Management School, conquistou o Wine and Spirits Education Trust – WSET Nível III, foi professor de negócios e marketing do vinho na ABS-SP, no Senac e no Programa de Educação Continuada da FGV. Fundou a Winext, consultoria de estratégia de marcas de vinho, que orienta a comunicação, marketing e estratégia digital da Wines of Chile no Brasil.