inicio inicio inicio Apresentação Como Visitar Expositores Congresso CICAVI Local Contato Imagens Facewbook Instagram ctf english ctf spanish
OBJETIVOS

O Cicavi, Congresso Internacional da Cachaça e do Vinho, é um evento de caráter cultural que ocorre em paralelo às feiras São Paulo International Wine Trade Fair e Cachaça Trade Fair. Tem como objetivo disseminar e fomentar o conhecimento tecnológico, agronômico, dos aspectos produtivos e de comercialização entre os componentes da cadeia do vinho e da cachaça.

COORDENADOR

Eduardo Viotti

APRESENTAÇÃO
  • O Cicavi tem por premissa o fomento e a transferência das inovações tecnológicas voltadas às cadeias de produção e comercialização do vinho e da cachaça, de forma a promover a competitividade dessas bebidas no mercado e proporcionar maior sustentabilidade aos agentes envolvidos.
  • Ao favorecer o intercâmbio técnico-científico e a interação entre pesquisadores, produtores e profissionais inseridos nas cadeias de produção da cachaça e do vinho, o Cicavi promoverá a troca de experiências e de conhecimentos.
  • Assim, o público do Cicavi é bastante amplo: produtores agropecuários, produtores de cachaça e vinicultores, produtores de insumos, pesquisadores, gestores públicos, técnicos de laboratórios, sommeliers, enólogos, profissionais ligados ao turismo e aos diversos canais de comercialização de vinho e cachaça.


  • O CICAVI ESTÁ ORGANIZADO EM DOIS EIXOS TEMÁTICOS:

    I. Novas Tecnologias de Produção e Agregação de Valor
  • Ecofisiologia
  • Melhoramento e seleção de cultivares,
  • Propagação de plantas e caracterização de material
  • Tecnologias de processamento
  • Seleção, embalagem e conservação
  • Tecnologias pós-colheita
  • II. Estratégias de Desenvolvimento, Comercialização e Turismo
  • Logística de transporte, distribuição e comercialização
  • Políticas de desenvolvimento setorial: desafios e perspectivas
  • Governança territorial e Indicação geográfica
  • Turismo como estratégia de desenvolvimento setorial e territorial
  • Desafios e tendências de Mercado


  • Programação

    1º Dia
    17/set
    16h00 - 17h00 Abertura
    17h00 - 18h00 Palestra (palestrante e tema a definir)
    18h00 - 20h00 Visita às feiras CACHAÇA & WINE TRADE FAIR
    TEMA 1: NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO E AGREGAÇÃO DE VALOR
    2º Dia
    18/set
    10h00 - 11h00 Recepção e credenciamento
    11h00 - 12h00 Sala CACHAÇA: Qualidade de matéria-prima e fermentação - Márcia Mutton, UNESP, Jaboticabal
    Sala VINHO: Variedades de cepas resistentes - Marco Stefannini, Fundação San Michelle, Itália
    12h00 - 14h00 Almoço
    14h00 - 15h00 Sala CACHAÇA: Destilação - André Alcarde, ESALQ/USP
    Sala VINHO: Qualidade de mudas - Laurent Audeguin, ENTAV International, França
    15h00 - 16h00 Sala CACHAÇA: Análise sensorial - Helena Bolline, UNICAMP
    Sala VINHO: Demanda varietal por região - Edgar Sinigaglia (Viveiro Sinigaglia)
    16h00 - 17h00 Apresentação de pôsteres
    TEMA 2: ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO, COMERCIALIZAÇÃO E TURISMO
    3º Dia
    19/set
    10h30 - 12h00 Sala CACHAÇA: Inovação e mercado: barris e envelhecimento - Aline Bortoletto, ESALQ/USP
    Sala VINHO: Instituto do Vinho do Porto, pesquisa, marketing - Paulo Barros, IVPD, Portugal (a confirmar)
    12h00 - 14h00 Almoço
    14h00 - 15h00 Sala CACHAÇA: Números de mercado - Carlos Lima, IBRAC Instituto Brasileiro da Cachaça
    Sala VINHO: Estratégia de mercado: Chile
    15h00 - 16h00 Apresentação de pôsteres


    ENVIO DE TRABALHOS - POLÍTICA DE PUBLICAÇÃO DE PÔSTERES

    O Cicavi terá a honra de acolher alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais nos temas vitivinicultura e elaboração de destilados, com foco na cachaça.

  • O comitê científico do evento receberá os trabalhos em formato de pôsteres entre 15 de julho e 16 de agosto.
  • Os reultados serão divulgados em 31 de agosto.
  • Para conhecer detalhes do envio de pôsteres clique o botão de Inscrições abaixo.


  • TAXA DE INSCRIÇÃO

    Confira valores, descontos e condições na tela do link Inscrição acima




    COMITÊ CIENTÍFICO

    VINHO

  • Adriana Verdi (APTA)
  • Fabio Lenk (IF/São Roque)
  • José Luiz Hernandes (IAC/APTA)
  • Juliana Sanches (IAC/APTA)
  • Mara Fernandes Moura (IAC/APTA)
  • Marcel Sposito (Esalq/USP)
  • Marcia Ortiz (iac/apta)
  • Marco Antônio Tecchio (Unesp/Botucatu)
  • Mário José Pedro Júnior (IAC/APTA)
  • Antônio Odair Santos (IAC/APTA)
  • Reginaldo Teodoro de Souza (Embrapa, Jales)
  • CACHAÇA

  • Alessandro Dal’Col Lúcio (UFSM)
  • Aline Bortoletto (Esalq/USP)
  • Andre Ricardo Alcarde (Esalq/USP)
  • Celina Henrique Fortes (APTA)
  • Elisangela Marques Jeronimo (APTA)
  • Helena Maria André Bolini Cardello (Unicamp)
  • João Bosco Faria (Unesp/Araraquara)
  • Juliana Cristina Sudário Cruz (APTA)
  • Márcia Justino Rossini Mutton (Unesp/Jaboticabal)
  • Maria das Graças Cardoso (UFL)
  • Patrícia Prati (APTA)
  • Raquel Nakazato Pinotti (APTA)
  • Samira Domingues Carlin Cavallari (IAC/APTA)

  • Conheça a Equipe do Cicavi Congresso Internacional da Cachaça e do Vinho

    Eduardo Viotti- Coordenador
    Jornalista especializado em vinhos, destilados e motos, sommelier e palestrante. Editor das revistas Vinho Magazine, Moto Premium e Spirits Magazine. Autor de várias obras e matérias sobre as suas especialidades, como a Coleção Folha: O Mundo dos Vinhos (Folha de São Paulo). Jurado e Presidente de Equipes em vários concursos internacionais de vinhos e destilados.

    Leonardo Sgargeta Ustulin
    Mestre pela Escola de Economia de São Paulo - FGV, MPAgro. Engenheiro Agrônomo. Atualmente, na superintendência do Senar-SP desempenha a função de Engenheiro Agrônomo Assessor Técnico Administrativo e Gestor do projeto de comunicação Família Nação Agro em conjunto com o Canal Rural. Integrou a equipe do Departamento Econômico da FAESP de maio de 2014 a agosto de 2017.

    José Luiz Hernandes
    Pesquisador Científico, IAC/ Centro de Frutas/APTA/SAA-SP. Biólogo, graduado em Ciências Biológicas e Mestre em Agricultura Tropical e Subtropical. Realizou o Curso Superior de Especialização em Viticultura e Enologia em Climas Quentes na Espanha. Tem experiência na área de Fitotecnia, com ênfase em Vitivinicultura, atuando principalmente nos temas: microclima, fitossanidade, propagação, sistemas de condução, cultivo protegido, variedades de videira para mesa e indústria e vinificação.

    Adriana Verdi
    Bacharel e Licenciada, Mestre e Doutora em Geografia. Estagiária do Institut de Géographie da Université Panthéon-Sorbonne - PARIS I, na França. Pesquisadora Científica do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA/SAA-SP) nos temas: desenvolvimento territorial, indicação geográfica, câmaras setoriais, governança, vitivinicultura e enoturismo. Membro do Instituto SPVINHO.

    Elisângela Marques Jerônimo Torres
    Engenheira Agrônoma, Doutora em Tecnologia de Alimentos/UNICAMP, com ênfase em fermentação alcoólica para produção de cachaça. Desde 2005é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), na área de Agregação de Valor e Tecnologia de Alimentos. Linhas de pesquisa: agroindústria da cana-de-açúcar (cachaça, açúcar mascavo, rapadura e melado) e pós-colheita e processamento de frutas (licores e geleias).

    Celina Maria Henrique
    Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutora/UNESP com ênfase em Horticultura (pós-colheita). Desde 2005 é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) na área de Agregação de Valor e Engenharia de Alimentos. Linhas de pesquisa: pós-colheita de hortícolas, microbiologia e agroindústria da cana-de-açúcar (cachaça de alambique, açúcar mascavo e rapadura).

    Patrícia Prati
    Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutora em Tecnologia de Alimentos. Desde 2005 é Pesquisadora Científica da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) na área de Agregação de Valor e Engenharia de Alimentos. Linhas de pesquisa: desenvolvimento de novos produtos, análise sensorial, pós-colheita, processamento e conservação de frutas e hortaliças.

    Mara Fernandes Moura
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia, área de concentração Genética e Melhoramento de Plantas. Atualmente é pesquisador científico do IAC/APTA/SAA-SP, sendo coordenadora do programa de melhoramento genético de videira. Atua nos seguintes temas: Vitis sp., porta-enxerto, uvas para vinho, conservação e utilização de recursos genéticos. Também está como diretora técnica de divisão do Centro APTA de Frutas e é membro do Núcleo de Inovação Tecnológica do IAC. É presidente da comissão técnica de fruticultura da Secretaria de Agricultura e Abastecimento -SP. É docente do curso de pós-graduação do IAC.

    Raquel Nakazato Pinotti
    Economista, Mestre e Doutora em Gestão Agroindustrial na Engenharia de Produção. Desde 2005 é Pesquisadora Científica APTA/SAA-SP, na área de Economia e Desenvolvimento Regional. Linha de pesquisa: cachaça, fruticultura, seringueira, Políticas Públicas, Comercialização e Estrutura de Governança.

    Alessandro Dal´Col Lúcio
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia e pós-doutorado no Instituto Politécnico de Bragança [Portugal]. É professor titular do Depto de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM. Atualmente é associado e ocupa o cargo de Conselheiro da Região Brasileira da Sociedade Internacional de Biometria - RBRAS, é membro da The International Biometric Society, da Associação Brasileira de Horticultura - ABH e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. Atuação: na área de Probabilidade e Estatística, Experimentação Agrícola, planejamento de experimentos, precisão experimental, ambiente protegido, amostragem e variabilidade.

    Aline Bortoletto
    Graduação, mestrado e Doutorado em Ciências dos Alimentos, com especialização em compostos de aromas, envelhecimento de bebidas alcoólicas, análise sensorial e psicologia cognitiva na França. Formação complementar em técnicas cromatográficas de análise (HPLC, GC e GC-MS) pelo Instituto Internacional de Cromatografia (IIC). Atualmente é Pós-doutoranda do Laboratório de Tecnologia e Qualidade de Bebidas (ESALQ-USP) e desenvolve pesquisas nos principais temas: Garantia e Controle da Qualidade na Produção Bebidas, Qualidade Química e Sensorial da Aguardente, Desenvolvimento de Técnicas de Envelhecimento, Análise e Identificação de Compostos de Flavor em Bebidas por GC-MS (Fingerprint).

    André Ricardo Alcarde
    Graduação em Engenharia Agronômica, mestrado em ciência e tecnologia de alimentos, doutorado em energia nuclear na agricultura, Pós-Doutorado pelo Institut National de La Recherche Agronomique - INRA Montpellier e Livre-Docência em Tecnologia Sucroalcooleira pela USP. Atualmente é Prof. Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"/USP no Setor de Açúcar e Álcool, atuando na área de tecnologia da produção de açúcar e de etanol e, das fermentações alcoólicas para a produção de bebidas fermentadas e destiladas.

    Helena Maria André Bolini
    Graduação em Farmácia, mestrado em Alimentos e Nutrição, doutorado em Engenharia de Alimentos, pós-doutorado no País. Atualmente é Professor Titular da UNICAMP/ Campinas. Membro do Comitê E18 on Sensory Evaluation da American Societyof Testingand Materials (ASTM) International para análise e revisão de métodos e protocolos oficiais em Análise Sensorial de Alimentos e Bebidas. Membro representante da Amérida Latina no Committee to Global Outreach of Society of Sensory Professionals. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência Sensorial e Estudos de Consumidor, atuando principalmente nos seguintes temas: Sensometria, Análise Descritiva Quantitativa, Psicofísica, Edulcorantes, Estudos de Preferências do Consumidor, Análise Tempo-Intensidade Múltipla.

    João Bosco Faria
    Professor Titular do Departamento de Alimentos e Nutrição da UNESP. Mestrado e Doutorado em Ciência dos Alimentos. Eestágio de Pós-Doutoramento na Universidade de Zaragoza - Espanha e apresentou sua tese de Livre-Docência em Análise de Alimentos (FCF-UNESP). Tem atuado na área de Pesquisa e Extensão relacionadas com a Produção e Controle de Qualidade da Cachaça e atualmente coordena o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Qualidade da Cachaça, espaço de divulgação científica, treinamento e qualificação dos produtores do setor, com vistas à melhoria da qualidade e à exportação dessa bebida.

    Juliana Cristina Sodário Cruz
    Graduação em Engenharia Agronômica, Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado em Proteção de Plantas. Pesquisadora científica da APTA/SAA-SP, com experiência na área de Fitotecnia e Fitopatologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Fungos fitopatogênicos biotróficos, manejo de culturas, solarização e microbiologia de solos, nas culturas da olericultura, fruticultura, macadâmia e cana-de-açúcar.

    Márcia Justino Rossini Mutton
    Graduação, mestrado, doutorado em Agronomia. Professora no Depto de Tecnologia da UNESP/Jaboticabal, nas disciplinas de tecnologia do açúcar e do álcool, biotecnologia das fermentações, controles analíticos de destilarias e usinas de açúcar, produção de aguardente de qualidade, bases para o estudo de leveduras e os processos fermentativos tanto na graduação como na pós-graduação. Tem experiência na área de Agronomia e Microbiologia Aplicada (matéria-prima de qualidade para o setor sucroalcooleiro e aguardenteiro, microbiologia das fermentações, produção de biomoléculas de interesse). Atua junto ao setor produtivo da cana-de-açúcar, produção de açúcar e álcool; isolamento e utilização de leveduras; processos fermentativos; produção de aguardente de qualidade

    Maria das Graças Cardoso
    Graduação em Ciências Biológicas, mestrado em Bioquímica e Imunologia, doutorado em Química, e pós-doutorado pela Universidade de Lisboa - Portugal. Atualmente é Chefe do Departamento de Química e Professora Titular da Universidade Federal de Lavras. Possui experiência na área de Química Orgânica, com ênfase em Química de Produtos Naturais e Qualidade de Aguardente, atuando principalmente nas seguintes áreas: Óleos essenciais (extração, caracterização e aplicações biológicas em micro-organismos, insetos e parasitas); Análises e Melhoria da Qualidade de Aguardente/Cachaça.

    Samira Domingues Carlin Cavallari
    Graduação em Agronomia, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado em Agronomia. Atualmente é Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, Centro de Cana - Ribeirão Preto/SP. Tem experiência na área de Fisiologia Vegetal, com ênfase em Fisiologia dos Estresses, atuando principalmente nos seguintes temas: cana-de-açúcar, mecanismos fisiológicos, estresse hídrico, estresse ácido, solutos compatíveis, ajuste osmótico, qualidade da matéria-prima.

    Fábio Laner Lenk
    Graduação no Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica - CEFET. Mestre e doutor em Agronomia. Atuação na área de tecnologia em processamento de produtos derivados da uva. Experiência como instrutor nas áreas de Viticultura, Enologia e Gastronomia. Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Viticultura e Enologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - Campus São Roque.

    Juliana Sanches
    Graduação em Agronomia, mestrado em Engenharia Agrícola e doutorado em Agronomia. Pesquisadora científica do IAC/APTA/SAA-SP. Tem experiência na área de tecnologia pós-colheita, com ênfase em frutas e hortaliças, atuando principalmente nos seguintes temas: qualidade pós-colheita, desenvolvimento de metodologias de análises não destrutivas e danos mecânicos ao longo da cadeia.

    Marcel Bellato Spósito
    Graduação em agronomia; master em citricultura pela Universidade Politécnica de Valência (Espanha); mestrado e doutorado na agronomia. É professor associado da USP-ESALQ, no Depto. de Produção Vegetal, na área de fruticultura, com ênfase em viticultura e orienta na pós-graduação nos programas de fitotecnia, fisiologia e bioquímica de plantas e fitopatologia, com ênfase no manejo de culturas de clima temperado e controle de doenças.

    Márcia Ortiz Mayo Marques
    Graduação, mestrado e doutorado em Química. Pós-Doutorado nas áreas de síntese orgânica e extração supercrítica. Atualmente é pesquisador científico do IAC/APTA/SAA-SP e credenciado nos programas de Pós-Graduação, área de concentração Produção Vegetal- Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas e Ciências Biológicas (Botânica) do Instituto de Biociências, da UNESP- Botucatu. Tem experiência na área de Química de Produtos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: composição química, óleo essencial, extração supercrítica e caracterização da diversidade genética de plantas nativas.

    Marco Antonio Tecchio
    Graduação, Mestrado e Doutorado em Agronomia. Atualmente é Professor Assistente Doutor na área de Fruticultura no Departamento de Horticultura da FCA/UNESP. No período de 01/2005 a 01/2013 trabalhou como Pesquisador Científico no Centro de Frutas do Instituto Agronômico de Campinas. Tem experiência na área de Fruticultura, com ênfase em manejo e tratos culturais em fruteiras, atuando principalmente nos seguintes temas: vitis, videira, uva, adubação, nutrição, reguladores vegetais, poda, porta-enxertos e sistemas de condução.

    Mário José Pedro Júnior
    Graduado em Engenharia Agronômica, Mestre em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade de São Paulo e PhD (Doutor) em Agrometeorologia pela University of Guelph. Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, revisor de cinco revistas especializadas. Tem experiência na área de Agrometeorologia, atuando na área de viticultura, nos seguintes temas: cultivo protegido, sistema de condução, microclima e zoneamento climático.

    Antonio Odair Santos
    Graduação, Mestrado e Doutorado em Engenharia Agronômica; Pós-Doutorado pela California State University-Fresno (USA) [Viticulture and Enology Research Center]. Atualmente é Pesquisador Científico do IAC/APTA/SAA-SP, atuando principalmente nos seguintes temas: agrometeorologia da videira, manejo da videira e qualidade de uva/vinho, mecanização do manejo da videira.

    Reginaldo Teodoro de Souza
    Graduação, mestrado e doutorado em Agronomia. Desde 2004 é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Lotado na Embrapa Uva e Vinho Estação de Experimental de viticultura tropical em Jales- SP. Desenvolvendo trabalhos na área de fitotecnia voltados para uvas de mesa e processamento.

    Carlos Lima
    Administrador de empresas, diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), ativo na política industrial, associativa e de relações governamentais do setor de bebidas, palestrante, divulgador da cachaça e jurado em eventos de porte mundial sobre cachaça.